Pagina inicial de Salão Paranaense de Turismo

É importante desfazer estereótipos de destinos turísticos

É importante desfazer estereótipos de destinos turísticos

Agente de viagem deve desmitificar roteiros para aumentar número de clientes


A capacitação “Destinos incríveis – Percepção versus realidade: Jordânia, Mônaco, Noruega e Seychelles” foi apresentada por Aline Paschoal, no sábado, durante o 25o Salão Paranaense de Turismo. Inicialmente, a palestrante apontou as ideias iniciais que as pessoas têm sobre os destinos e como eles realmente são. A Jordânia apresenta-se como destino seguro, com diversidade e culturas diferentes. “É um país que presenteia o turista com histórias. Um simples café, oferecido por algum nativo, é uma oportunidade de viajar no tempo e na história desse fascinante país”, destaca.

Mônaco, por sua vez, tem vocação para receber todas as pessoas. A gastronomia também chama atenção, sobretudo nos restaurantes com estrelas Michelin. E não só os cassinos são famosos. Os jardins também são muito populares em Mônaco, como o Le Jardin Japonais, Les Jardins du Casino e o Princess Antoinette Park.

Já a Noruega não vive só de neve como muitos pensam. O país apresenta estações bem definidas e paisagens de florestas e praias de tirar o fôlego. Com paradas gays grandiosas, o destino é ideal para o público LGBT. O país também oferece lindas auroras boreais, o sol da meia-noite, cultura e tradição, aliada à aventura e atividades culturais. O arquipélago de Seychelles vai além de praias paradisíacas e Praslin e La Digue, suas ilhas mais famosas. É um destino plural, que se adequa ao romance, viagem entre amigos e com família. Os atrativos são os mais diversos, desde o coco de mer (fruto gigantesco com formato peculiar e que chega a 30 quilos) até visitas pela capital, mergulhos e passeios de snorkelling. As experiências podem ser outside ou em hotéis e resorts. “Seychelles são muitos destinos em um. É como se fosse um mini mundo. Ideal para quem quer se desligar do estresse do dia a dia”, definiu. Para finalizar, Aline frisou a importância de não oferecer apenas o básico. “Vendemos experiência e não somente viagens”, finalizou.

Baixar arquivo